Financiar um Imóvel: 3 Dicas Quentes

Entender como financiar um imóvel pode ser a melhor solução para conquistar o objetivo da casa própria. Dessa forma, graças ao financiamento você pode ir pagando sua residência aos poucos, em até 35 anos. Ter uma boa taxa de juros e uma forma de pagamento flexível influencia muito nesse custeamento. As linhas de crédito para financiar um imóvel são aplicáveis para qualquer cidadão brasileiro que tenha mais de 18 anos de idade.

ANÚNCIO

Contudo, que não tenha restrição de crédito, ou seja, que possua nome limpo e aporte financeiro para realizar os pagamentos das parcelas, as quais devem durar, em média, 10 anos. Afinal, como funciona o financiamento de um imóvel? O que acontece, na prática, é que o banco paga até 80% do valor total do que é cobrado pelo vendedor da propriedade em questão para que você não precise embolsar integralmente essa quantia. E os juros vão servir para o banco lucrar sobre esse acordo.

Financiar um Imóvel
Conheça 3 dicas importantes para ser aprovado na solicitação e conseguir financiar a casa dos seus sonhos!

Financiar um imóvel: dicas para ser aprovado

Tendo em vista a dimensão da quantia negociada com o banco. Os gerentes são criteriosos quanto à aprovação do seu pedido de financiamento. Pensando nisso, selecionamos 3 dicas que você tem que saber! Além disso, procure compreender cada umas delas e não se esquecer de nenhuma quando chegar o seu momento de planejar.

1. Saber a diferença entre os tipos de financiamento

Embora poucas pessoas se importem com isso, essas diferenças têm muita relevância ao longo do pagamento das parcelas. Por isso, quando se fala em financiamento com juros pré-fixados, as taxas são definidas anteriormente à assinatura do contrato. Ou seja, o cliente saberá exatamente de quanto será os juros então escolherá continuar ou não com o financiamento.

Já os juros pós-fixados ocorrem de forma contrária, eles determinam que pode haver variação dessas taxas ao longo do tempo devido à inflação. Contudo, não existe um consenso entre os especialistas se esse tipo de taxa é superior à outra, vai variar segundo os termos do contrato e o perfil do cliente.

2. Conhecer o processo como um todo

Conhecer o que acontece normalmente em um financiamento de imóvel permite que você se prepare melhor. E, assim, se proteja, caso alguma fraude ou engano aconteça. Primeiramente você deverá buscar quais são os pré-requisitos e ter todas as informações. Vale a pena pesquisar seu nome nos órgãos de proteção ao crédito mais confiáveis.

Certamente fazer a simulação do financiamento também é outra etapa bastante importante. É online, rápido e ajuda muito na escolha do banco. A seguir você deverá estar presencialmente no banco para finalizar o processo. Conheça todos os documentos necessários para levar à instituição financeira, isso vai otimizar o seu tempo. Normalmente são: RG e CPF (originais e cópias), comprovante de estado civil e comprovante de renda.

A seguir você irá aguardar a análise de crédito, indicará qual imóvel deseja financiar e deverá esperar essa avaliação também. Depois disso, o contrato é gerado, você vai assinar e começar a pagar as parcelas. O último procedimento a ser feito é registrar o termo de quitação. Isso comprova oficialmente a conclusão do pagamento, o processo já está chegando no fim.

3. Estar seguro financeiramente para financiar um imóvel

Por último, você sabia que a parcela do financiamento deve afetar somente até 30% dos seus rendimentos? É preciso se organizar muito, antes de qualquer coisa. Desde 2017, a Exame analisa, anualmente, quanto os bancos exigem, como renda familiar mensal, para o financiamento de imóveis em 20 cidades. Portanto você pode ter uma boa base para se organizar. A de 2018 está disponível, confira aqui!