Diretora da Petrobrás está entre as mulheres mais poderosas do mundo

Andrea Almeida assumiu o cargo na empresa em março deste ano e é a única brasileira na lista da revista Fortune.

A Brasileira Andrea Almeida, diretora-executiva de Finanças e Relacionamento da empresa Petrobrás, desde março deste ano, é a única mulher brasileira que está na lista da revista Fortune, na qual elege as 50 mulheres mais poderosas do mundo.

ANÚNCIO

A executiva está na posição 48 e assumiu o cargo estatal com o intuito de organizar as finanças da companhia e, também, com o intuito de propor uma nova política de distribuição dos dividendos.

Andrea
Foto: (reprodução/internet)

Embora tenha chegado na empresa há apenas alguns meses, a executiva já tem um histórico longo com a mineradora Vale, iniciada antes da privatização. Andrea iniciou sua carreira há 25 anos, como trainee.

Na lista da Fortune, a revista elegeu a espanhola Ana Botín, que é presidente-executiva do banco Santander. Ana foi eleita a primeira mulher mais poderosa do mundo. Em segundo lugar, está Emma Walmsley, CEO da GlaxoSmithKline, do Reino Unido. Em seguida, a chinesa Dong Mingzhu, da Gree Electric Appliances.

Em quarto lugar está a chinesa Jessica Tan da Ping An Group, que atua no setor financeiro. Na quinta posição, Isabelle Kocher, CEO da empresa francesa Engie, de energia.
Carreira de Andrea Almeida

Antes de entrar na Petrobrás, a executiva Andrea Almeida trabalhou na Vale por 25 anos, onde atuou na área de Finanças Corporativas, Tesouraria Global e Gerenciamento de risco.
É formada em engenharia de produção, com MBA em finanças pelo IBMEC-RJ e MBA em gestão pela USP, além de diversos cursos de gestão na Wharton School of Finance e Sloan School of Management (MIT).

Durante os anos de 2015 e 2018, foi diretora financeira da Vale Canadá, em Toronto, gerente-executiva de Tesouraria Global da Vale.

“Aprendi muito enquanto preparávamos a Vale para ser uma empresa privada. Participar do crescimento de uma empresa que basicamente produzia minério de ferro para se tornar diversificada, não só em produtos, mas em geografia e cultura, foi uma grande oportunidade”, afirmou Andrea, em uma campanha de comunicação da Vale, na época em que ainda atuava na companhia.

Petrobras

A empresa Petrobrás, segundo a revista Fortune, ocupa a 74ª posição da lista Global 500, que reúne as maiores empresas do mundo. Uma das iniciativas da executiva Andrea Almeida foi modificar a política de pagamentos da receita, que está relacionada ao nível de endividamento da companhia e seu fluxo de caixa.

A principal alteração trazida pela nova política é de que, em caso de endividamento bruto inferior a US$ 60 bilhões, a empresa poderá substituir seus acionistas 60% da diferença entre o fluxo de caixa operacional e investimentos.

A Petróleo Brasil S/A (Petrobrás) foi criada em 1953, pelo presidente Getúlio Vargas, cujo principal objetivo é a exploração petrolífera no Brasil. A empresa atua nas seguintes áreas: exploração, produção, refino, comercialização e transporte de petróleo e gás natural, distribuição de derivados, energia elétrica, biocombustíveis e outras fontes de energia renováveis.