Comércio do ABC deve movimentar R$ 70 milhões no Dia das Crianças

Apesar de ter um número menor do que o do ano passado, o comércio do ABC ainda movimentará uma quantia razoável


 

ANÚNCIO

O Dia das Crianças é sempre uma data importante para o comércio, principalmente para os vendedores de brinquedos e outros itens para a criançada se divertir.

Neste ano, supõe-se que o comércio do ABC deve movimentar cerca de R$ 70 milhões nesse dia, uma quantia um pouco inferior à do ano passado. Confira!

crianças
Foto: (reprodução/internet)

R$ 70 milhões no dia das crianças

O comércio do ABC deve movimentar cerca de R$ 70 milhões no Dia das Crianças, o que pode parecer um número alto, embora no ano passado a movimentação tenha sido maior. Neste ano, o Dia das Crianças deve reunir 4,5% menos do que o que conseguido em 2018 pelos comerciantes.

A pesquisa foi da PIC (Pesquisa de Intenção de Compras), que foi realizada pela Universidade Metodista. Foram entrevistados 239 consumidores dentro dos principais centros comerciais do ABC, metade deles com renda de até cinco salários mínimos. A pesquisa foi feita entre os dias 4 e 23 de setembro.

Qual foi o resultado da pesquisa?

Depois de os pesquisadores consultarem essas mais de duzentas pessoas, perguntando-lhes qual era o valor que pretendiam gastar com presente para a criançada, viram que a quantia máxima era uma média de R$ 106. No ano passado, nessa mesma pesquisa, o valor médio que os entrevistados gastariam era de R$ 120.

Isso representa uma queda de 14,6% no ticket, que já conta com a inflação de 3,43% no período. Entretanto, apesar de queda, o resultado não desagradou realmente o economista e professor Moisés Pais dos Santos, que é pesquisador do Observatório.

Ele diz o seguinte sobre a situação: “Porque não foi uma queda drástica, o que é bom e significa que há esperança e que a economia tem chance de crescer.” É importante ressaltar que o resultado implica diretamente na situação que o país está vivendo, com muito desemprego, baixas taxas de crescimento econômico e dívidas das famílias.

Segundo o levantamento, quando mais renda a pessoa tem, mais ela dispõe a gastar no Dia das Crianças. Famílias que ganham até um salário mínimo normalmente se dispõem a gastar até R$ 125 para mais de um presente, e famílias que ganham de cinco a 10 salários mínimos se dispõem a gastar até o dobro.

A média por família é de R$ 200 em presentes, o que é 4,5% menos do que a média no ano passado. Mas, quando é analisado quanto uma pessoa em específico gasta com presentes, quase dois terços das pessoas entrevistadas afirmam que gastariam até R$ 60 por presente.

Qual a preferência de presentes no dia das crianças?

Para os meninos, 16,1% dos consumidores preferiam jogos educativos/de montar, o que é o dobro do ano passado. Provavelmente, os consumidores estão optando por esses brinquedos para proteger a criança do vício no celular. Em outras colocações, vieram carros/motos de brinquedo (14%), vestuários/calçados (13,2%) e bola (12,8%).

Para as meninas, os consumidores preferem comprar bonecas (29,4%), vestuários/calçados (15,8%) e, em terceiro lugar, jogos educativos/montagem, com 10,3%, o que também é cerca do dobro do ano passado.