Ações para Comprar: As 3 Melhores

Que todo investidor procura as melhores ações para comprar não é nenhuma novidade. Porém, o difícil é ter realmente certeza de quais ativos de fato ficaram menos atraentes e perderam a força. As corretoras são os primeiros agentes para recorrer, mas você pode buscar se atualizar também por conta própria.

ANÚNCIO

Embora constantemente excelentes empresas estão presentes no rol de investimento, uma ou outra acaba perdendo um pouco de margem de segurança para as aplicações. Dessa maneira, a estratégia mais interessante é acompanhar periodicamente pelas fontes de comunicação quais empresas saem e quais entram nas preferências dos especialistas em investimentos.

Ações para Comprar
Dedicar-se para análises de investimento é essencial para obter as melhores ações para comprar.

Pode-se dizer que a bolsa de valores é um ponto de encontro entre compradores e vendedores de ações. Ou seja, se alguém pretende vender uma ação, o investidor, que tiver interesse em adquiri-la, deve fazer através da bolsa. Dessa forma, a principal função da bolsa é, exatamente, tornar toda essa situação segura. Assim o vendedor receberá pela venda de ações e o investidor irá receber as ações.

Como posso identificar tendências da Bolsa de Valores?

Ter uma corretora para ajudar, separar o dinheiro para investir e força de vontade para lucrar não é o suficiente para acessar as melhores ações para comprar. Saber os melhores índices, ter domínio na análise e acompanhar as tendências significam agregar valor ao seu investimento. Portanto, isso é basicamente destinar um tempo a mais para conseguir ser efetivamente estratégico.

Para identificar as melhores ações não é recomendado que você pense de forma simplória. Ou seja, empresas com ações de valores baixos nem sempre estão assim porque são novatas ou passam por uma breve crise de gestão. Por isso, faça projeções para identificar melhor se vale a pena ou não gastar com ações de alto risco nesse tipo de companhia.

Utilize seu tempo livre para ler sobre os teóricos dos investimentos. Dow Jones escreveu seis fundamentos básicos para identificar tendências de mercado. O terceiro fundamento fala de fases do Mercado de Baixa e seus efeitos psicológicos.

Na fase 1, os profissionais mais experientes vendem os ativos. Com isso ocorre uma queda nos preços e o mercado retrai. Na fase seguinte, o público começa a vender ações e o mercado cai mais ainda. Na fase 3 o estado é unanimemente desanimador, ao passo que começa a abrir oportunidades.

Quais são as melhores ações para comprar?

Primeiramente, a dica suprema é ser defensivo e procurar um equilíbrio entre os ativos que podem ganhar mais valor. Contudo, ainda não é certeza de que a economia poderá se recuperar agora por conta de uma condição fiscal ajustada pelo novo governo. Então, na incerteza, a melhor opção é procurar um analista de investimentos.

Vale (VALE3)

A Vale é uma das maiores mineradoras do mundo e tem um dos maiores valores de mercado no Brasil. Ou seja, ela comercializa matéria-prima e com isso um dos seus riscos é o controle diminuído sobre a volatilidade dos preços dos produtos, já que são commodities. Por conta do acidente ocorrido em Minas Gerais, a parte operacional foi muito afetada. A produção caiu e com isso o preço do minério de ferro acabou aumentando.

Marfrig (MRFG3)

A Marfrig Global Foods é uma das maiores fornecedoras de proteína animal do mundo. Ela está no mesmo patamar da gigantes nacionais JBS e BRF. Surpreendentemente, atingiu lucro recentemente de 86 milhões de reais, a receita líquida subiu 9,8% chegando a mais de 12 bilhões. Além disso, há a possibilidade da Indonésia ser um novo comprador da carne bovina brasileira, agregando ainda mais valor à corporação.

Bradesco (BBDC4)

Depois da estagnação econômica de 2015, o Bradesco tem mostrado capacidade de uma reestruturação eficaz. Nessa recuperação espera-se: mais qualidade dos ativos e receitas maiores consequentes da aquisição do banco HSBC em 2016. Sobretudo, algumas empresas ficaram de fora, então continue atento.

Ações para Comprar

A revista digital InfoMoney, que preza pela qualidade da informação postada e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido pela própria equipe, preparou um passo a passo para aprender, por exemplo, a investir nas ações do Google. Vale a pena, sempre, saber mais!